8 de janeiro de 2021

Vacinação Coronavírus/ COVID-19

Vacinação Coronavírus.

O mundo espera atentamente o começo da vacinação em massa contra a COVID-19. Diversos países do mundo estão se mobilizando e criando planos para suas respectivas vacinas, o Brasil não é diferente.

No momento existem diversas vacinas em negociações para o território nacional, algumas delas já estão sendo produzidas e armazenadas em laboratórios apenas aguardando liberação para o início da vacinação em massa na população. Vale lembrar que nenhuma dessas vacinas está aprovada perante a ANVISA, que realiza testes para comprovação de eficácia e segurança destas vacinas.

Assim, todos os governos e líderes mundiais planejam a imunização de sua população durante todo o ano de 2021 se estendendo até o primeiro semestre de 2022.

No Brasil, o Ministério da Saúde estuda começar a vacinação já em janeiro. O governo de São Paulo estipulou um plano para a vacinação em massa, com o início sendo indicado para o dia 25 de janeiro. O plano do governo é vacinar primeiramente pessoas que fazem parte de serviços essenciais, como funcionários da área da saúde, funcionários públicos e pessoas que se enquadrem no grupo de serviços essências.

O plano ainda se estende para pessoas idosas, ou seja, idosos receberam a vacina primeiro em relação a população mais nova. Sendo assim, o Governo espera imunizar metade da população até agosto de 2021.

Como irá funcionar a Vacinação Coronavírus?

A data de início da vacinação pode variar de estado para estado. As vacinas só poderão ser disponibilizadas após o aval da ANVISA.

A população em geral, deve receber a vacina na metade do ano de 2021, o governo federal espera imunizar cerca de 70% da população brasileira até o segundo trimestre de 2022.

Como será feito a distribuição de vacinas no País.

Como existem diversos acordos em andamento, o Ministério da Saúde procura um acordo com a vacina de Oxford, entretanto o Estado da cidade de São Paulo tem contrato fechado com outra vacina; a CORONAVAC.

Redes de saúde privada procuram deverão utilizar outro tipo de vacina das já citadas. Ou seja, ainda é incerto afirmar quais e quantas vacinas serão distribuídas no Brasil.

Como funciona a CoronaVac vacina para o estado de São Paulo?

A CoronaVac é produzida com vírus inativados do novo coronavírus (Sars-CoV-2) para inoculação em humanos.Com a aplicação de duas doses, o sistema imunológico passaria a produzir anticorpos contra o agente causador da COVID-19.

Como funciona a vacina da Americana Pfizer?

A vacina da Pfizer também carrega um RNA mensageiro, que estimula o organismo a produzir uma proteína específica do coronavírus. Depois de produzida, o sistema imunológico pode reconhecer a vacina como um antígeno e, assim, cria imunidade contra a doença.

Já existem planos de saúde que cobrem a vacinação na rede privada?

Não são todos os planos de saúde que cobrem este tipo de serviço, para saber se o seu plano tem esta cobertura, ou caso queria contratar um que tenha uma cobertura tanto para você, familiares e colaboradores, entre em contato com um de nossos corretores. Eles irão auxiliá-lo(a)  a encontrar um que se adeque conforme suas necessidades.