Ebola, doença que já matou milhares pessoas finalmente tem cura

Após 40 anos dedicados ao estudo do vírus ebola, finalmente o médico congolês, Jean-Jacques Muyembe encontrou a cura.

Declarado como epidemia em 1° de agosto desse ano, o número de mortes já passam dos 1900, sendo considerado o segundo maior caso de epidemia ebola no mundo, perdendo apenas para o surto que ocorreu em 2014 na África Ocidental, onde foram registrados 11 mil mortes.

[su_expand more_text=”Mostrar conteúdo completo” less_text=”Mostrar manos” link_style=”button” more_icon=”icon: plus” less_icon=”icon: minus”]

O que exatamente é ebola?

Ebola é uma Doença zoonose, ou seja, transmitida através de animais, sendo o morcego hospedeiro mais provável.

Acredita-se que o vírus tenha sido transmitido a seres humanos através do contato com sangue ou fluídos corporais de animais infectados, como, morcegos-gigantes e chimpanzés.

Existem oficialmente 5 subespécie do vírus, sendo que 4 delas podem infectar também os seres humanos e 1 apenas primatas não humanos.

Seguem os 5 tipos de ebolas existentes:

  • vírus Ebola (Zaire Ebolavirus);
  • Vírus Sudão (Sudão Ebolavirus);
  • Vírus Taï Forest (Tai Forest Ebolavirus),
  • vírus Bundibugyo (Bundibugyo Ebolavirus)
  • vírus Reston (Reston Ebolavirus), esse só infecta primatas não humanos.

 

Como é transmitido.

Sua origem é desconhecida, mas os morcegos frugívoros são considerados seu principal hospedeiro.

A transmissão do ebola ocorre através do contato com sangue, órgãos ou fluído corporal de animais e indivíduos infectados (incluindo cadáveres), onde, sua transmissão é tão perigosa que até os médicos e enfermeiros que cuidam dos pacientes infectados, correm riscos extremos de também ficarem doentes.

É possível ser infectado tendo contato apenas com superfícies e objetos que tiveram algum tipo de contato com o vírus.

 

A cura para vírus Ebola

Jean-Jacques Muyembe coordenou sua equipe durante 40 anos, realizando vários estudos e testes, afim de achar a tão sonhada cura.

“Eu estou muito orgulhoso, é o fim de uma carreira. Foram 40 anos de tentativas, mas finalmente temos um tratamento, finalmente temos uma vacina. Estou muito orgulhoso disso.” Disse Jean-Jacques em entrevista concedida ao programa Profissão Repórter – Rede Globo.

Considerado como herói, Dr. Muyembe afirma que as chances de um infectado pelo vírus ebola ser curado passa dos 90% quando diagnosticado e tratado na fase inicial da doença.

Desde 1976 numa luta intensa para salvar milhares de vidas, seus esforços, em fim, geraram a tão sonhada cura contra o terror africano.

A Dutra Seguros parabeniza o Dr. Jean-Jacques Muyembe pelos seus grandes feitos a humanidade.

[/su_expand]