20 de agosto de 2019

Dia vira noite em São Paulo, entenda o motivo.

Dia vira noite em São Paulo nessa segunda feira (19), por volta das 15h.

A cidade foi surpreendida por uma escuridão repentina, que logo, tornou-se um dos assuntos mais comentados na internet.

O que causou esse fenômeno?

[su_expand more_text=”Mostrar matéria completa” less_text=”Mostrar menos” link_style=”button” more_icon=”icon: plus” less_icon=”icon: minus”]

Segundo informações do meteorologista Franco Vilella do Instituto Nacional de Meteorologia, o motivo que causou o fenômeno foi a junção de dois fatores: grandes incêndios que estão ocorrendo no sul da Bolívia e Paraguai, e os fortes ventos causados pela frente fria no leste do estado que estão trazendo elementos deteriorados pelo Paraná e Mato grosso do Sul.

Ao todo, o Brasil já registra 66,9 mil pontos de incêndio esse ano, onde a Amazônia é a parte mais afetada.

Em comparação ao mesmo período de 2018, o número de incêndios aumentou cerca de 70% em 2019, sendo o maior índice de queimadas desde 2013.

Precisamos nos preocupar?

Em entrevista ao uol, o pesquisador da Nasa, Santiago Gasso, diz que esse tipo de fenômeno depende de muitos fatores para acontecer, como a quantidade de queimadas, tipo de combustível e a umidade do solo, por exemplo.

Tudo isso contribui para uma má qualidade do ar.

Como podemos ver na imagem abaixo, a fumaça que pairou sobre a cidade de São Paulo se diferencia pela cor marrom, dando o tom avermelhado nas nuvens, trazendo a sensação noturna.

Fumaça que invadiu São Paulo

Imagem via Satélite da Nasa.

Pessoas com problemas respiratórios, idosos e crianças precisam ter um pouco mais de cuidado, justamente por essa má qualidade do ar, se possível evitar a práticas de esportes, já que esse tipo de situação não acontece com frequência, podendo trazer agravos à pessoas nesses perfis.

O que ocorreu na tarde dessa segunda feira só demonstra como é preocupante a situação do nosso ecossistema.

Os danos que o ser humano causa a natureza tem consequências irreparáveis, nosso planeta se deteriora a cada dia.

Sabemos que a cidade de São Paulo já é uma metrópole naturalmente poluída, mas agora são nossas florestas que estão sendo assoladas por incêndios e não é de hoje.

Precisamos nos preocupar? Sim, se nossas arvores morrem, nós também morremos. Já não basta as filas intermináveis que precisamos enfrentar nos hospitais públicos, manter uma boa saúde hoje em dia é um desafio cada vez mais difícil.

[/su_expand]