Depressão não é tristeza nem frescura, é uma doença

“A depressão é pior do que o câncer. O câncer te faz ter vontade de viver.” Arthur Petry

Pode parecer alarmante, mas cerca de 18% das pessoas apresentarão depressão em alguma fase da vida.

E acredite, uma porcentagem muito maior nem sabe o que realmente é depressão.

Muitos só se dão conta do que está acontecendo quando a pessoa se suicida, mas até então, depressão é apenas uma tristeza, ou para muitos, frescura. Mas não é.

Vamos entender um pouco mais e quebrar alguns paradigmas?

O que é a Depressão?

Depressão não é tristeza, nem algum outro tipo de sentimento depreciativo. Depressão é uma DOENÇA e precisa de tratamento.

[su_expand more_text=”Mostrar conteúdo completo” less_text=”Mostrar manos” link_style=”button” more_icon=”icon: plus” less_icon=”icon: minus”]

Ela não escolhe uma faixa etária específica, pode atingir desde crianças a pessoas da terceira idade e se não for tratado rapidamente pode demorar meses até realmente desaparecer.

Doença psiquiátrica, seu nome técnico se dá como “Transtorno depressivo recorrente maior”, ou seja, o paciente possui uma tristeza intensa e de longa duração. Como assim?

É normal ficarmos tristes ao passarmos por momentos difíceis como a perda de um familiar, emprego, o fim de um relacionamento. Mas a pessoa acometida pela depressão continua com esse sentimento por dias, semanas, se entregando a um vazio existencial, como se aquela “dor” fosse durar para sempre.

O que deveria ser algo passageiro acaba se instalando na mente do paciente de forma que compromete todas as demais áreas da sua vida, como alimentação, estudos, trabalho, atividades físicas, relacionamentos, levando-o assim, a um ciclo destrutivo, muitas vezes sem ele nem perceber que se trata realmente de uma doença.

Sendo uma doença recorrente, quem já apresentou quadro de depressão tem 50% de possibilidade de manifestar novamente. As pessoas que já tiveram dois casos, tem 70% de chances de ter uma terceira vez e quem chegou ao 3 episódio os números podem chegar a 90% de reincidência.

O que pode causar depressão?

Vários fatores podem contribuir para o surgimento da doença, como: genética, orgânica e psicológica, mas segue algumas causas prováveis que contribui negativamente à nossa saúde emocional:

  • Doenças cerebrais;
  • Abusos e traumas infantis;
  • Estresse físico e emocional;
  • Alcoolismo;
  • Dependência química;
  • Problemas de saúde;
  • Histórico de deficiência mental na família;
  • Alteração na estrutura do cérebro;
  • Dores crônicas;
  • Distúrbios do sono.

 

Quais os sintomas da depressão?

Falar sobre os sintomas apresentados por um indivíduo em quadro depressivo é muito delicado, pois estamos falando de sintomas que surgem não de forma esporádica, mas praticamente em todo tempo, todos os dias.

Por isso precisamos apoiar e nos dedicar ao máximo para ajudar aqueles que sofrem esse terrível mal.

Segue abaixo alguns sintomas:

  • Sentimento de culpa;
  • Ansiedade;
  • Pensamentos ruins;
  • Sem expectativa para os projetos da vida;
  • Alteração de peso;
  • Desânimo para coisas que antes lhe eram Agradáveis;
  • Não expressa prazer ou alegria durante o dia;
  • Aumento ou redução do apetite;
  • Irritabilidade constante;
  • Alteração brusca de peso;
  • Constante fadiga;
  • Falta extrema de amor próprio;
  • Comportamentos destrutivos;
  • Apresenta desespero sem motivos;
  • Dificuldade em se concentrar;
  • Excesso ou falta de sono;
  • Problemas digestivos.

 

Não subestime a depressão. Procure ajuda com o especialista do seu plano de saúde ou da rede pública. Compartilhe seus problemas com as pessoas a sua volta. Você não está sozinho.

[/su_expand]