ANS suspende reajuste dos planos de saúde.

Reajuste dos planos de saúde

ANS suspende reajuste dos planos de saúde.

Reajuste dos planos de saúde

A ANS (Agência Nacional de Saúde Suplementar) determinou que a partir do próximo mês, planos de saúde e odontológicos estão proibidos de realizar reajustes até o dia 30 de dezembro.

A determinação foi aprovada para planos de saúde familiar, individual e empresas que tenham menos de 30 beneficiários. Já os planos onde a apólice de clientes seja superior a esse número, o reajuste pode sim ser aplicado durante esse período.

Essa decisão foi tomada pela ANS após críticas do presidente da câmara dos deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ) e cobranças de entidades relacionadas, onde, a Agência Nacional da Saúde informou que a avaliação dos impactos dessa suspensão às operadoras e seguradoras e as devidas providências para que o equilíbrio administrativo dessas organizações seja estabilizado será realizada em outro momento.

A aferição para tal posicionamento foi aprovada com 4 votos a favor e uma abstenção.

Possíveis consequências

Cabe agora ficarmos de olho nesse possível “momento ideal” para retomada dos reajustes.

Especialistas alegam que as operadores e seguradoras podem tomar atitudes abusivas para recuperar o prejuízo desse atraso, e acabar cobrando mensalidades retroativas.

Por tanto, a ANS precisará acompanhar de perto essas movimentações administrativas, zelando assim, pela integridade do consumidor.

Reajuste dos Planos de Saúde, como funciona?

Não é de hoje que muito se fala sobre esses reajustes abusivos dos planos de saúde, que ano após ano recebe sempre um acréscimo acima da inflação.

“Aumentar um plano em 25% é um desrespeito a sociedade”. Criticou o Presidente da Câmara, Rodrigo Maia. Sendo um fator fundamental para tal medida da ANS.

A Abramge (Associação Brasileira de Planos de Saúde) alega que os reajustes anuais dos planos de saúde sempre são baseados nos custos em utilização do ano anterior, informando inclusive, que havia determinado essa mesma suspensão até julho deste ano.

“Nesse período de pandemia o sistema de saúde passou por um período sem precedentes. O impacto da demanda reprimida dos atendimentos adiados ainda é desconhecido, pois, somente agora o sistema de saúde caminha para a normalidade.” Disse a Abramge em nota.

Para saber mais detalhes sobre como funciona os reajustes dos planos de saúde ou deseja realizar uma cotação com melhor custo-benefício entre em contato conosco clicando aqui.

Sem comentários

Publicar um comentário